É, a imagem do Smeagle é pra ilustrar o "estamos de volta". Eu e meu eu poético, com licença. Não deveria explicar já que todas as pessoas deveriam ler Senhor dos Anéis e entender minha alusão/piada :(

O post de verdade começa aqui:

Alguns meses com tudo pronto, decidi que só colocaria isso no ar definitivamente hoje. Segue o textão.

Criei meu primeiro blog em 2004. E foi por causa dele que eu me interessei por jornalismo. Desde o início eu sabia que queria/precisava que estivesse presente no meu trabalho de conclusão de curso: JK Rowling e blog.

JK Rowling > autora de Harry Potter > criou o Ron > que o Rupert deu vida > blog (hoje site) do Rupert > meu precioso eterno.

Eu não falei de Harry Potter, falei sobre um fenômeno social/econômico das blogueiras profissionais que falam de moda e beleza. Foi tão difícil ser desprezada por todas as empresas quais entrei em contato pra entender o lado delas nessa forma de publicidade, que todo o trabalho maravilhoso que estava na minha cabeça foi pro ralo.

Então JK Rowling uma vez falou uma coisa que tocou meu coração #emocore e decidi utilizar parte na epígrafe da monografia:

Perceber que emergiu mais sábio e mais forte dos reveses significa que você tem, e sempre terá certeza da sua capacidade de sobreviver. Você nunca se conhece verdadeiramente até que tenha sido testado pela adversidade. Esse conhecimento é um verdadeiro dom, por tudo o que se conquista de forma dolorosa, e isso vale mais do que qualquer qualificação que já tenha conquistado. 

#FazSentido

Depois de meses de pesadelos, medo, estresse e insegurança, hoje eu defendi meu trabalho pra banca examinadora, apavorada de não estar à altura que minha universidade merece.  Meu trabalho impresso parecia trabalho de outra pessoa (problemas de auto-estima, oi tudo bem com você), li as 53 páginas pensando "ainda não acredito que eu produzi isso", até falei do Marshall McLuhan, um dos meus estudiosos da comunicação favoritos, que coisa de gente inteligente, ôxe.

Passei os últimos meses tentando não criar expectativas: se eu tirar 9 tá de boa > se eu tirar 8 ainda fico feliz > se eu tirar acima de 7 pra ser aprovada, é o suficiente.

A nota 10 veio como um tapa na cara pra me acordar: yes, we can.
As dificuldades desse trabalho foram desde empresas que menosprezam cagam pra produção de conhecimento, atééé bibliografia nacional quase 0 sobre economia de mídia. Tenso, Brasil. E é nessa hora que a gente descobre que ser jornalista é ser Macgyver, acho até que esse cara deveria ser o Santo da Comunicação.

Como é bom não desistir, persistir.
E como diria a JK (não vou me cansar dela) na última frase da saga Harry Potter:"All was well".

Obrigada mãe, amigos, família, que achavam que eu estava usando a monografia como desculpa pra não sair de casa, só de sacanagem. Obrigada, Fernando<3 por me aguentar reclamando que estava tendo espasmos no coração e ia infartar por causa desse trabalho.

Até.